Untitled Document


16-01-2018 15:06

Ser e fazer discípulos missionários

 

O nexo entre discipulado e missão em Aparecida revela-se ainda no entendimento da própria missão. Esta consiste na arte de fazer discípulos. Os bispos compreendem que aqui está o desafio fundamental que eles afrontam: “mostrar a capacidade da Igreja para promover e formar discípulos e missionários que respondam à vocação recebida e comuniquem por toda parte, transbordando de gratidão e alegria, o dom do encontro com Jesus Cristo” (DAp, n. 14).

A Igreja é, na verdade, a comunidade dos seguidores de Jesus, povo eleito e escolhido, e enviado para anunciar a boa-nova do Reino do Senhor. No evangelho de Mateus, sobretudo na sua perícope final de 28,16-20, tal realidade fica patente. “Enquanto Lucas enfoca o anúncio às nações na martyría (cf. Lc 24,44-48), Marcos nos sinais do Reino (cf. Mc16,14-20), João na ação do Espírito (cf. Jo 20,19-23), para Mateus, a missão é essencialmente fazer discípulos. [Portanto], o coração da missão para Mateus não é sair, partir, anunciar o Evangelho, mas tornar-se discípulo e convidar outros a se tornarem também”.
Com o desafio de fazer discípulos missionários, o documento de Aparecida indica um caminho, baseado na própria pedagogia de Jesus (cf. DAp, n. 276), composto por cinco aspectos fundamentais:
1. O encontro com Jesus Cristo, o qual se configura como resposta ao Senhor que chama no íntimo do coração do homem. Esse encontro deve renovar-se pelo testemunho, pelo anúncio do querigma e pela ação missionária;
2. A conversão que consiste numa conformação ao estilo e modo de vida de Jesus, à medida em que decide ser seu amigo;
3. O discipulado, que se trata de um processo de amadurecimento na adesão a Jesus Cristo, que se dá através da catequese permanente e da vida sacramental;
4. A comunhão que leva o fiel a viver em comunidade, inserindo-se e participando da vida desta mesma comunidade;
5. A missão que nasce do desejo de compartilhar o dom do encontro com o Senhor (cf. DAp, n. 278).
(Trecho extraído do livroO seguimento de Jesus”  de Pe. Pedro Moraes Brito Júnior)