Untitled Document


27-06-2018 02:03

Porquê acender fogueiras?

 

 

 
O Evangelista Lucas, (1.5-25) conta que havia um sacerdote por nome de Zacarias. Era casado com Isabel, uma mulher de descendência da casa de Aarão. Ambos eram justos diante de Deus, mas não tinham filhos porque ela era estéril e os dois de idade avançada.
 
CERTO DIA Zacarias foi surpreendido com a visita do anjo Gabriel, que lhe falou do nascimento, em breve, de um filho e que deveria ser chamado João. O nascimento do menino devia trazer alegria para muitas pessoas. Zacarias não entendeu tudo o que se passava e não acreditou. Como repreensão dessa sua vacilação na fé, ele emudeceu. Chegando em casa, Isabel logo entendeu o que acontecera com seu esposo.
 
ISABEL e Zacarias querem comunicar o nascimento do menino a toda a região. Naquele tempo, não existia rádio, televisão, jornal, internet, whastsapp... Por isso, em combinação com a vizinhança, o casal fez o seguinte trato com as comunidades: no dia em que nasceria o menino, fariam uma grande fogueira, para que todos pudessem ver e celebrar juntos a vitória da vida sobre a esterilidade.
 
NA MADRUGADA do dia 24 de junho, a fogueira iluminou a noite, anunciando o nascimento do menino. Muitas pessoas da comunidade visitaram Zacarias, Isabel e o menino. Zacarias, ainda mudo, tomou uma tábua e escreveu sobre a mesma o seguinte: JOÂO é o seu nome. Ainda escrevia, quando sua língua se soltou, voltando falar, normalmente, como antes. Foi a vitória da Fé, da Esperança e da Vida. É motivo bastante para se festejar.
 
AS COMUNIDADES souberam alimentar e carregar em seu meio esse acontecimento por mais de dois mil anos. Na alma coletiva do povo, a cada ano, se celebra essa data para lembrar os feitos de Deus, em parceria com o seu povo que continua acendendo fogueiras e transformando esta vida, tão sofrida, numa vida alegre. A dança e o calor da fogueira querem manifestar o desejo mais profundo de solidariedade, alegria e convivência.
 
UMA FOGUEIRA deu a grande notícia do nascimento de João Batista. No Brasil, onde o povo está perdendo a esperança com tantas decepções, é necessário acender fogueiras de coragem e otimismo. São necessários muitos “João” para levar Boas Notícias a todos. Você pode ser um deles. Deus espera por profetas e testemunhas para formar seu povo e participar da construção de uma nova sociedade mais justa, fraterna e pacifica.
 
Dom Itamar Vian
Arcebispo Emérito